sexta-feira, 26 de maio de 2017

Ter ou não ter aria

Maio 2017

Quando era pequeno, ouvia dizer, com frequência, que "este não tinha ária" para isto ou para aquilo e que aquele não tinha "ária" nenhuma, ou que estava sem "ária". "Ária" significava ter jeito para fazer alguma coisa ou, então, ter preguiça de o fazer. Tratava-se de uma palavra polivalente (que só ouvi lá na terra onde nasci) cujo significado estava dependente da entoação e das circunstâncias em que era dita.

Por exemplo, o J.S. Bach tinha ária para a música



(Ária na corda sol - suite nº.3 para orquestra de J. S. Bach)

Já eu, e embora tenha tocado em grupos e tal, sempre tive a noção de que não tinha grande ária para a música. Quer dizer, ária para criar música; embora tivesse alguma ária para tocar um belo instrumento de sopro.

(NOTA: para teste de stresse - e um stresse suave é bom para a saúde - pôr o som alto e ouvEr até ao fim)


(Não é um javali no mato a roncar, sou eu a assobiar)



Sem comentários:

Enviar um comentário