quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Irrealismo em Setembro

Setembro 2016
(Serra do Açôr)

Irreal? Hiper-real? As cores estão lá mas nós não as vemos. Não as vemos lá, no local. Vemo-las  aqui,  no ecrã após ter aplicado um software para saturação de cores. Mas, no fundo, percebemos bem que as cores são reais. Nada há de estranho. Talvez até com uns óculos que cortem brilhos e neblinas possamos ver os verdes e amarelos e azuis que o software revela. De irreal ou hiper-real, afinal, estas imagens nada têm.





Mas, neste caso, e embora a fotografia contenha um conjunto de cores semelhante ao das outras, há alguma coisa de irreal.


e, para citar (mais ou menos) um laureado com o Nobel da literatura:
... we know something´s happening in our brain but we don´t know what it is. Do we, or do you, Mr. Jones?

2 comentários:

  1. UAU! As cores estão carregadas é verdade, mas eu sei que a serra tem essa beleza toda :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. e pedalar pelas serranias ao vento traz uma dimensão adicional à beleza à volta, não achas?

      Eliminar