segunda-feira, 1 de junho de 2015

e Maio acaba no Açôr

31 de Maio de 2015
(Serra do Açôr)

e acaba num dia de Sol e ventania e a subir até ao picoto da Cebola. Não até lá acima, aos 1400 m (a estrada de gravilha iria furar a alcatrónica) mas até à base, a cerca dos 1200 m.

Visto ao longe, na estrada Góis-Pamplilhosa da Serra é assim (nas costas, na linha do horizonte, o cone do Picoto da Cebola no Açôr a 1400 m)


e, ao perto (o planalto da estrela ao centro e ao fundo na linha do horizonte e o Cebola, imponente, em primeiro plano, à direita):


As pedaladas começaram aos 750 m de altitude, devagar, umas subidas suaves depois, chega-se a uma cumeada ... e olha-se ao longe e lá está ele, o Cebola.
Paragem para uma fotografia da bike entre as flores.


Umas boas pedaladas depois, já perto


e mais meia dúzia de pedaladas


e mais meia dúzia


com vistas à esquerda para o planalto da Estrela na linha do horizonte


 e para o vale fundo do rio logo ali. Este é um local magnífico.


E, como é natural na serra, subiu-se, depois desce-se


com passagem pelo Vale Grande, na base da impressionante parede de 70 m de altura da barragem de St. Luzia


2 comentários:

  1. Não conheço mas parece-me um local magnífico.
    :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As cumeadas das serras da Lousã e do Açôr são locais magníficos para pedalar. As fotos não fazem jus à beleza dos locais, ficam muito aquém.
      Tenho muitíssimas fotografias tiradas nas voltas de bike pela cadeia Estrela-Açôr-Lousã. Algumas no histórico do blog. Em breve colocarei outras de uma travessia Açôr-Lousã. Pode ser que estimule outros entusiastas das pedaladas a fazer uma vista a estas serras ! :)

      Eliminar