quarta-feira, 30 de março de 2016

Caminhos sem fim estes ... y si fuera mujer?

Julho 2014
(Serra da Lousã-Penela)

Passo grande parte da minha vida a pensar: onde é que isto vai dar?


E já senti a pele arrepiada com as palavras de Mario Benedetti em Montevideo.

Y si dios fuera mujer?
...
qué venturosa espléndida imposible
prodigiosa blasfemia.







6 comentários:

  1. Grande selecção, João. Gostei de tudo.

    Que bons pensamentos o acompanhem e boas memórias o habitem, sempre.

    ResponderEliminar
  2. Pode crer que é tudo verdade Jeito Manso.

    ResponderEliminar
  3. Há contrastes (se lhes podemos chamar assim) nossos que a nós próprios nos surpreendem, como aliás a Jeito Manso escreveu num post há uns tempos atrás. Parece que há qualquer coisa que não encaixa mas, afinal, é tudo tão natural, não é?

    ResponderEliminar
  4. Comigo acontece isso. Aliás agora acabei de escrever um post sobre isso. Curioso que tenha escrito o que escreveu pois sintetiza o que eu acabei de escrever. Por isso, de facto, apesar dos contrastes, parecem-me naturais as suas selecções, especialmente juntando-as ao texto que as introduziu.

    ResponderEliminar
  5. Não podias ter feito melhor escolha. Conjugam todos perfeitamente João :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá GM. Às tantas, o Piazzola tocou bandoneon em Filadelfia e o Springsteen já vadiou pelas ruas de Buenos Aires :)

      Eliminar