quarta-feira, 19 de julho de 2017

Adagio em Sol neblínico menor

Serra da Lousã
(Julho 2017)

Floresta a 1000 m de altitude. Latitude é a que se quizer.

O Adagio do olhar transforma-se em Andante no coração (talvez uns 100 a 120 batimentos por minuto). Uma celebração da beleza.






Há uns anos, ouvi este Adagio como banda sonora de um filme. Não sinto melancolia nem tristeza quando ouço esta música, mas enlightenment - não me ocorre nenhuma palavra de jeito em Português (excitação encantatória hiper-realista é esquisito, não é?)



Sem comentários:

Enviar um comentário